Entre, o mundo interior é teu!

Neste meu mundo, dentro deste coração, você apreciará reflexões sobre a obra do Impecável Carpinteiro. Ele é aquele que não cobra pelos serviços que presta; na verdade, ele pagou ao mundo o direito de aliviar o peso do madeiro sobre os ombros de seus amigos, os viajantes da existência. Meu blog é dedicado, consagrado, a Jesus, se é que terei a honra e a competência de construir algo respeitoso ao Eterno, ao que foi morto, e agora vive. Vive e intercede por gente simples; gente que procura entender corações e mentes de outras gentes simples, modestas, espontâneas.

Continuar lendo...

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

SALMO 5 – O segredo do caminhar

[Firma tua felicidade na Verdade! — Leia mais a Bíblia para você ver]

[Este texto diz para abrirmos o olho com o ENGANO. - 19/01/2011].

Meu novo emprego na loja de doces me dera algumas oportunidades. Delas, destaco a oportunidade inaugural de estar sob a autoridade de um estranho. O dono da loja, o Seu Luiz, não era meu parente, nem meu amigo, nem meu inimigo; era um desconhecido; meu primeiro patrão apenas. E como tal, dele vieram as primeiras orientações; os primeiros puxões de orelha; e talvez os primeiros elogios fora do ambiente da família ― naqueles tempos do casarão da Rua Alcides Queiroz, em Morro Agudo, entre os anos de 1969 a 1974.

O Seu Luiz, a minha família e alguns professores da escola fundamental representavam o meu entorno humano. Eles constituíam, quer soubessem quer não, o meu hábitat, o meu sistema visível e tangível, de onde decorria todo o meu suprimento: o material e o intelectual. Em geral, um menino não dá bolas para o sistema humano que o cerca. A gente cresce dentro dele e, em geral, acabamos como produto do sistema em que vivemos. E isso é muito limitador à compreensão do que quer que exista do lado de fora do sistema.

Até uma criança entender o que é sistema humano leva um século; o tempo limite para morrer. Até esta criança entender que ela não necessita ser pautada pelo sistema levaria uma eternidade, se não fosse Deus intervir no sistema humano, e riscar, em seus limites, uma passagem para o outro lado do sistema de vida deste mundo artificial. Explico!

No balcão da loja de doces do Seu Luiz, eu conheci a verdade e a mentira. A verdade é que dentro das caixinhas de doce havia de fato certo tipo de doce: bananada, geléia, pé-de-moleque, balas, paçocas etc. A mentira é que o tal doce continha sabores e cores artificiais, e as crianças aprendem a viver com sabores e cores artificiais na vida; se acostumam a viver de prazeres doces coloridos artificialmente. Elas e nós crescemos para adquirir e ter prazer em coisas artificiais. A elas e a nós, o sistema encobre a verdade.

Não é que o sistema esconde a verdade; o desgraçado finge; falseia; falsifica a verdade. O sistema vigarista faz com que a gente pense que mentira é verdade. O maldito sistema, que cerca os seus Luízes das empresas, das famílias e das escolas, sobrevive na mentira. A sua arma é o Engano. Ele tanto engana aos olhos infantis, que se deliciam nas cores de uma geléia de bar, quanto engana aos olhos experientes, dos que sobrevivem para chorar caixões que partem do cemitério.

Eu comeria muitos doces artificiais, choraria muitas lágrimas sinceras de despedidas, até ser ensinado, pelo Pai das Luzes e dos Luízes, que há um doce rasgo no véu que limita o sistema mundano deste maldito Engano. E o Engano tem nome e endereço fixos; ele pode ser identificado para ser destruído pelas gentes da Verdade.

Vem me socorrer
http://www.youtube.com/watch?v=DdVSj46kAbk

Curvas no caminho
http://1.bp.blogspot.com/_0OIuN5ZOWUw/Smem2S2Sj1I/AAAAAAAAEhc/RWgPdGQ1abI/s400/ENGANO.jpg

A vida é uma missão. Qualquer outra definição de vida desorienta aqueles que a aceitam. Religião, ciência, filosofia, embora ainda discordem em muitos pontos, concordam em que toda existência tem um objetivo. - Mazzini.

CONTINUE LENDO A BÍBLIA PARA VOCÊ VER!

O salmista, experiente com o engano na vida, diz: Senhor: guia-me na Tua justiça, por causa dos meus inimigos; endireita diante de mim o Teu caminho.

Nenhum comentário: